domingo, 10 de fevereiro de 2013

20th Century boys mangá pra gente grande


20th Century boys


Um dos poucos mangás que me agradou e me empolgou tanto ao ponto de ler todos os capítulos em pouco menos de quatro dias, uma historia muito empolgante, com uma trama muito bem feita, que deixa o leitor preso até o fim.


  20th Century boys é uma obra de mistério e ficção cientifica criada por um dos mangakas que eu mais tenho consideração, mesmo conhecendo apenas três de suas obras. A obra em questão é composta por 22 volumes e mais dois volumes, nomeados de 21th Century boys. No total são 265 capítulos.



Naoki Urasawa sem duvida alguma é um grande autor, consagrado com o título de “O mestre do suspense japonês”, mistura traços realísticos com um toque bem caricato ao personagem, que em minha opinião é o traço ideal para um quadrinho oriental que tem um tema mais sério.


20th Century boys mostra uma humanidade que não teria superado o desastre do final do século XX se não fosse por “eles”.
 Em 1969, quando ainda eram crianças, os garotos Kenji, Otcho, Yoshitsune e Maruo construíram uma base secreta para que os amigos pudessem ter um local reservado para brincar, compartilhar mangás, revistas e ouvir rádio, além disso, criaram um símbolo para a base que representa a amizade. Entre uma das brincadeiras, o grupo escreve um diário com relato das brincadeiras em que o grupo salva o mundo da destruição na virada do século, como se fossem super-heróis.
Em 1997, quando a crise se aproximava lentamente, o símbolo ressurgi e tudo aquilo que não passava de uma brincadeira de criança começa a se tornar real. Esta é a história de como um grupo de garotos comuns salvou o mundo



O mangá foi adaptado para o cinema, em uma trilogia de filmes live-action, que por sinal a adaptação é muito bem feita, mas comparado ao mangá, o filme é meio vazio, pois é cortada muitas partes, por questão do tempo, na qual elas ao todo não são tão importante, mas além de serem boas cenas, elas são responsáveis por deixarem mais natural a concepção do passar do tempo na estoria. Por isso recomendo que assista ao filme apenas depois de ler o quadrinho.  




Atualmente a Panini publica o mangá bimestralmente, revessando mês a mês com Monster  (uma das outras obras incríveis de Urasawa), Cada edição de 20th Century boys custa R$10,90.  
Para mim o fato de ser bimestral é uma vantagem já que sou colecionador de hq em geral, assim não fica tão pesado, mas para quem está ansioso ou empolgado com o mangá vai ter que ser bastante paciente, principalmente pelo fato da obra ter começado a ser publicada a pouco tempo, o que infelizmente levará mais uns três a quatro anos para que ela seja finalizada por aqui.

Sem hesitar, afirmo que 20th Century boys é uma das obras mais incríveis que já li, e indico a todos, até mesmo aqueles que não gostam muito de mangás.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário